MP diz que vítima morta a facadas provocou o assassino

Ademar Teixeira Neto (29), acusado de matar Ketlyn Bueno de Lima a facadas em 2014, foi condenado a 5 anos, 3 meses e 29 dias de prisão no regime semi-aberto. O julgamento aconteceu ontem (24), em Cascavel e a pena aplicada ao réu tem gerado revolta. Isso porque o crime teve muita repercussão na cidade. Ademar teria matado a vítima, depois alegou que tentou ressuscita-lá e após dormir ao lado do corpo, ligou para a Polícia Militar e confessou o crime.

Ontem durante o julgamento, a defesa do réu convenceu o MP (Ministério Público), de retirar as qualificadoras alegando que houve traição por parte da vítima e que isso teria provocado o crime. A morte de Ketlyn não foi enquadrada no crime de feminicídio, pois a mudança no código penal aconteceu em 2015 e o assassinato em dezembro de 2014.

 

Relembre o crime:

 

Os filhos do casal

Logo após o crime, os filhos do casal foram levados para Santo André (SP) e ficaram sobre os cuidados da avó materna. Em junho do ano passado, os irmão morreram depois que a casa que eles moravam pegou fogo. As crianças de 4 e 7 anos estavam em casa sozinhas, quando o incêndio começou. Um dos meninos morreu carbonizado, o outro chegou a ser socorrido, mas morreu logo após dar entrada no hospital. A avó paterna, teria aparecido na residência, 35 minutos depois que os Corpo de Bombeiros já estava no local. Ela alegou que deixou um pudim no forno, mas que não sabe se isso foi a causa do incêndio.

Maria de Fátima Ribeiro Reis chegou a ser presa, mas no outro dia foi liberada.

Feminicídio

Resultante da violência doméstica e do menosprezo à condição da mulher, o feminicídio foi tipificado e tornou-se crime hediondo em 2015 no Brasil. O número de mulheres assassinadas em razão do gênero no país é incerto, mas estimativas do Mapa da Violência apontam que sete mulheres são mortas todos os dias vitimadas pelo feminicídio.

Veja alguns dados do Mapa  da Violência no Brasil

  • Em 2015, mais de 500 mulheres foram agredidas por hora no Brasil
  • Uma a cada três mulheres já disse que sofreu algum abuso psicológico, verbal ou físico
  • No Brasil cerca de 13 mulheres são assassinadas por dia
  • Em 2013 no Paraná, 283 mulheres foram mortas. No Brasil esse número foi de 4.762
  • O Brasil é o 5º país que mais mata mulheres, perdendo apenas para El Salvador, Colômbia, Guatemala e Federação Russa

 

 

Liliane Dias

 

O post MP diz que vítima morta a facadas provocou o assassino apareceu primeiro em TV Tarobá Cascavel – Saiba tudo que acontece em nossa cidade.

Ver Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *