“Já é possível sentir grandes mudanças na Fundetec”

Medidas administrativas como a revisão de todos os processos licitatórios em suas modalidades com o objetivo de contratar novas empresas para a execução dos serviços, minimizando a terceirização; a adoção da prática de solicitar o quarto orçamento para garantir valores mais baixos na formatação dos editais de licitação; ações práticas como a negociação com fornecedores para redução dos custos de manutenção em veículos; o início da recuperação da frota; a aquisição de um trator novo para suporte na área agrícola e a aquisição de uma colheitadeira por meio de doação da feita pela Receita Federal foram algumas das ações concretas enumeradas pelo presidente da Fundetec, Alcione Tadeu Gomes nesta manhã (15), durante a Escola de Governo que desde a semana passada entrou para a segunda fase, com a prestação de contas semanal de cada secretaria, das atividades que estão sendo realizadas para partilha com a equipe de governo e a sociedade em geral.
Conforme detalhou o presidente da Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico, “estamos trabalhando bastante” e já é possível sentir grandes mudanças na Fundetec. Uma delas no totem identificador do Parque Tecnológico na Rodovia BR-277, KM 573, no trevo de acesso ao Distrito de São João e, alguns metros adiante, à guarita reformada na entrada da Agrotec, a Escola Tecnológica Agropecuária, que teve o Espaço Iguaçu (Dormitórios) totalmente revitalizado, com pintura nova, troca de portas, fechaduras, revisão da parte elétrica e conserto do forro e o Espaço Paraná (suítes) que igualmente recebeu pintura nova; conserto do deck, das parede do quarto e conserto de móveis.
Mais de 200 capacitações
Em cincos meses, 217 pessoas foram capacitadas por meio dos cursos de incentivo à agroindustrialização realizados pela Agrotec, nas áreas de inseminação artificial; administração de empresas agrossilvipastoris;  conservas de alimentos; workshop de pizzas (parceria com o Senac); culinária básica em milho; culinária básica em mandioca; manejo e ordenha de bovinos; olericultura; culinária básica à base de leite (Senar) e derivados lácteos (bolsista da Fundetec). “Temos vários projetos em parceria com empresas, universidade e instituições para ampliar o leque de oportunidades e participações em andamento”, detalhou Alcione.
Demais avanços
A Fundação, que faz vários experimentos em parceria com a Rede Biofort, avançou na sensibilização de produtores e parceiros para a expansão dos projetos, implantando uma vitrine experimental de alimentos biofortificados.
Também retomou a reorganização do parque, com delimitação e instalação de placas de nomenclatura das cultivares, instalação de uma Usina de Biodiesel e, em parceria com a Unioeste, formalizou convênio para o desenvolvimento e caracterização das culturas biofortificadas.
O viveiro de plantas, que estava estado de abandono e em condições precárias foi recuperado e teve um orçamento e previsão de reforma para produção de mudas para o Projeto Agricultura Urbana.
A grameira, antes também abandonada, agora já produz grama para projetos do Município. Foi utilizada no Território Cidadão do Cascavel Velho e na UPS do Jardim Universitário.
“Menina dos olhos”
Citado entre os grandes projetos em andamento a médio prazo na Fundação, o Parque de Agroinovação visa estabelecer áreas, infraestrutura para construção de novas empresas, que pode fazer parcerias para atração e manutenção e novas empresas para a Fundação, “é a menina dos olhos da Fundetec e da administração”, concluiu o vice-prefeito e secretário de Serviços e Obras Públicas, Jorge Lange, no fechamento da Escola de Governo desta manhã (15), já convidando para a próxima edição, na terça-feira (23), quando será a vez do secretário de Saúde, Rubens Griep, detalhar os avanços na Secretaria de Saúde.
O parque articulará os desafios tecnológicos da cadeia do agronegócio da região. Ele será instalado na Fundetec, com vistas a desenvolver ações e tendências voltadas às ciência e à tecnologia no Oeste do Paraná, em parceria com a Fundação Certi e demais atores da região. O objetivo principal é criar ambiente de inovação em que empresas, universidades e Poder Público estejam engajados para trabalhar com ações de inovação. Dentre as metas é contribuir com a prosperidade e o desenvolvimento de comunidades, promovendo uma cultura de inovação, projetos cooperativos e instituições técnicas e científicas que se associam.
Eficiência
“Gestão Eficiente”, é isso que temos visto, é o lema da nossa Escola, do nosso governo e o que estamos vendo acontecer na prática, com nossa equipe superando metas antes mesmo dos prazos estabelecidos. Vemos este projeto do Parque de Agroinovação do Oeste do Paraná elaborado por pessoas competentes, com a parceria da Certi e do Sebrae com apoio do PTI da Itaipu, que irá promover uma verdadeira revolução tecnológica, gerando pelo menos 17 mil empregos depois de implantado. Uma proposta altamente audaciosa que nos colocará em destaque”, avaliou Lange.
Acesse a apresentação
A prestação de contas completa da Fundetec pode ser conferida neste link.
Próxima será a Saúde, dia 23
A escola de hoje foi a segunda desta etapa da proposta do prefeito Paranhos de que cada secretaria compartilhe as ações que realiza com a equipe de governo, diretores, gerentes, e a sociedade em geral. A pedido dos vereadores, que têm sessão na Câmara também às segundas-feiras e que têm interesse em participar dos encontros, o prefeito passou para as terças-feiras a realização da Escola de Governo, a partir da próxima semana, ficando a agenda previamente organizada da seguinte forma**:
Dia 23/05 – Saúde
Dia 30/05 – Meio Ambiente
Dia 06/06 – Esporte
Dia 13/06 – Assistência Social
Dia 20/06 – Cohavel
Dia 27/06 – Finanças
** As datas das apresentações das secretarias podem sofrer alterações.

 

O post “Já é possível sentir grandes mudanças na Fundetec” apareceu primeiro em TV Tarobá Cascavel – Saiba tudo que acontece em nossa cidade.

Ver Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *