Caso Maria Luisa – laudo aponta falha humana

Foi divulgado na tarde desta sexta-feira (17), pela Polícia Civil, o laudo da perícia cientifica sobre a explosão em um prédio localizado na região da FAG em Cascavel, no dia 11 de março. Conforme o laudo, houve vazamento de gás no apartamento onde residia a estudante de medicina, Maria Luisa Moia Kamei (20).

Este vazamento teria sido causado por um botão do fogão que ficou ligado. Segundo o delegado Adriano Chohfi, Maria Luisa não passou a noite no apartamento e quando chegou em casa, a faísca gerada por alguma ação gerou a explosão. Durante coletiva na tarde de hoje, o delegado disse que o laudo será anexado ao processo.

Maria Luísa teve 80% do corpo queimado durante a explosão. A maioria das queimaduras são de 2º e 3º graus. Ela está internada há mais de um mês no hospital Evangélico de Curitiba, um dos poucos no Paraná especializados neste tipo de tratamento.

Logo após o acidente, colegas de faculdade da estudante criaram uma “vakinha”, para arrecadar dinheiro e ajudar a família nos custos do tratamento e na hospedagem dos pais de Maria Luísa na capital. A primeira meta era arrecadar R$ 36 mil e os voluntários doaram R$41.331. Agora o objetivo é arrecadar R$ 100 mil.  Para acompanhar a “Vakinha” ou doar acesse o link.

fogão

 

O post Caso Maria Luisa – laudo aponta falha humana apareceu primeiro em TV Tarobá Cascavel – Saiba tudo que acontece em nossa cidade.

Ver Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *