Acusado de matar universitária é condenado

Jeferson Diego Gonçalves

Foi condenado a 18 anos de prisão em regime fechado,  Jeferson Diego Gonçalves (33). Ele foi julgado na tarde de hoje (30), pelo tribunal do juri de Foz do Iguaçu, pela morte da estudante universitária Martina Piazza Conde (27). O crime aconteceu em um prédio no centro de Foz do Iguaçu, em março de 2014. O juri foi realizado no auditório da Polícia Civil, já que o Fórum de Justiça está em reforma.

A estudante da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), era natural do Uruguai e vivia em Foz para estudar. Ela era muito conhecida por participar de projetos culturais e de gênero. Martina também era ativista dos direitos humanos e da mulher.

Segundo a Polícia ela foi morta por asfixia mecânica. Além disso, Jeferson teria usado um fio de energia para enforcar a estudante.

O acusado foi preso dias depois, caminhando na BR-277 em Nova Laranjeiras. Ele confessou o crime e alegou que recebeu uma orientação espiritual e que Martina seria entregue aos deuses como oferenda. No entanto, o delegado responsável pela Delegacia de Homicídios na época, Marcos Araguari de Abreu, disse que o acusado estava inventando esta situação.

 

 

Liliane Dias

O post Acusado de matar universitária é condenado apareceu primeiro em TV Tarobá Cascavel – Saiba tudo que acontece em nossa cidade.

Ver Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *